Praia da Pipa – mágica e encantadora!

Desde que foi descoberta pelos surfistas na década de 70, a Praia da Pipa deixou de ser uma pacata vila de pescadores para se transformar no principal destino do litoral sul potiguar. A receita para seu sucesso é facilmente perceptível pelos seus atrativos naturais: dunas, falésias e áreas de preservação ambiental. Sem falar nos golfinhos, que costumam compor a paisagem – são raros os dias que eles não dão as caras.

Pipa, como é chamada, pertence ao município de Tibau do Sul. Uma estrada de oito quilômetros liga as duas localidades. A distância parece pequena, mas há quem demore bastante para percorrê-la. Não que ela seja esburacada, mas seu traçado é todo feito em cima de uma falésia com incrível vista das praias. É impossível não parar nos mirantes e abusar das fotografias.

Não espere encontrar um lugar muito sossegado, há um substancial número de hotéis e pousadas, além de Pipa receber diariamente vans e bugues trazendo turistas hospedados em Natal que vieram apenas passar o dia no local. As praias agradam a todos os tipos de público. Os surfistas procuram as violentas ondas da Praia do Amor, que leve esse nome devido a seu formato em forma de coração. A partir do Centro, com acesso pela maré baixa, a Praia do Curral é frequentada por quem busca sossego e, com sorte, nadar próximo aos golfinhos (que são melhor observados em passeios de escuna ou lancha). Em Sibaúma, os atrativos são as piscinas naturais e a vila de pescadores. para curtir praias além Pipa, basta embarcar nos passeios de pau-de-arara (jipe com caçamba alongada), bugue, quadriciclo ou bicicleta.

Nem só de praias é composto o cardápio turístico do local. No Santuário Ecológico de Pipa há 16 trilhas curtas e bem sinalizadas para se conhecer de perto essa área de preservação ambiental.